os cadernos do tempo em que escrevia

estão aqui. estranha arqueologia.
esta leitura fragmentada e a forma como se vai misturando com a memória.

as ideias continuam válidas oito dez anos depois. a escrita que transborda da leitura. ler primeiro. escrevemos para de uma certa forma prolongar a leitura. escrevemos para ser amados.

1 comentário:

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Arquivo